简体中文NederlandsEnglishFrançaisDeutschItalianoPortuguêsEspañol

Jaqueta Bomber! – Tendência

by

A jaqueta bomber que começou sua história na “Primeira Guerra mundial” prova que tem fôlego para enfrentar muitas outras batalhas…

Novidade, não é. Nem precisa ser, em tempos em que a moda vem caindo na real, esquecendo as revoluções por minuto e priorizando a vontade/necessidade do mercado: Criar roupas vendáveis, usáveis e duráveis.
Daí que a jaqueta bomber, que serviu de agasalho para os pilotos americanos na Primeira Guerra Mundial, fincou pé no guarda – roupa de homens e mulheres e, já há algumas estações, é presença constante nas passarelas, ruas e vitrines.

Jaqueta Bomber

Ela está aí firme e forte, e nem pensa em sair de cena no próximo verão.
Ótimo: Nada mais fácil do que aderir a esta peça, que além de ser prática e bonita, tem o dom de atualizar e rejuvenescer até o mais careta dos looks.

Jaqueta Bomber

A jaqueta bomber aparece em todas as amplidões, comprimentos, tecidos e cores imagináveis. Ou seja, você pode escolher a que tem a sua cara.
Para garantir um ar mais jovem, os modelos bem curtos e ajustados são opção certeira. Mas não favorecem quem tem tronco/seios avantajados e quadris estreitos, ou, ainda quadris e bumbum muito grandes, pois acentuam o desequilíbrio. Ficam lindas com jeans, calças curtas, justas, pantalonas e saias de todo tipo.

Jaqueta Bomber

Já as jaquetas mais longas e largas são par perfeito para calças sequinhas, shorts e saias mais justas – equilibrar proporções ainda é uma regra em que a moda acredita, e ajuda as mulheres a não errar.
Mas se você curte a tendência do “big is beautiful” e sabe usar tudo amplo, sem desaparecer em meio à roupa, enjoy!

Para o verão ela aparece como saída de praia incrível como essa que a Salinas apresentou no SPFW, devidamente “bomberizada”.

Jaqueta Bomber
Agora me diz: como resistir?

Não esqueçam de me seguir nas redes sociais para acompanhar as novidades em tempo real
Facebook / >Instagram / >Twitter / Google+
Beijos
Assinatura

0

Ainda não há comentários.

O que você acha?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *