Blog sobre beleza, comportamento e estilo de vida!

Snapchat : Tem influenciadores usando errado?

Snapchat é um sucesso, devemos admitir. Eu particularmente ando inconformada com a forma que algumas pessoas usam o Snapchat tem um tempo. Falta bom senso, dividem coisas da vida privada que não têm a menor necessidade na guia Histórias (ao invés de mandar diretamente de forma privada para os amigos próximos). Mas sinceramente, isso é por conta de quem posta e quem assiste. Logo não tenho nada a ver. Não concordo, mas também não julgo.

snapchatPorém de uns tempos pra cá venho reparando na forma que alguns bloggers e youtubers usam o aplicativo. Antes de falar da forma que usam o app, vamos lembrar pra que ele foi criado. De acordo com a descrição no Baixaki:

[…] Ele é um serviço criado para você compartilhar fotos e vídeos com seus amigos, mas o conteúdo é destruído depois de sua visualização. As mensagens podem ser enviadas diretamente para seus contatos ou colocadas na opção “Minha história” e, dessa forma, poderão ser visualizadas por todos aqueles que seguem seu perfil na rede. […]

Então a ideia é simples: Dividir com os amigos e com quem segue coisas simples do cotidiano, que não há a necessidade de guardar pra sempre na internet. Logo o aplicativo não foi feito para o compartilhamento de coisas realmente úteis que podem ter um lugar num blog ou canal do youtube.

Eu conheço e gosto de acompanhar diversos influenciadores nas redes sociais, mas particularmente fujo de seguir os mesmos no Snapchat. Parece que eles querem contar CADA MINUTO de seu dia-a-dia na rede, e com isso acabam por nos entulhar de vídeos completamente sem necessidade que detonam com nosso plano de dados. Mas isso ainda é aceitável, afinal os servidores apagam tudo depois de 24h (e nossos gadgets também).

Bem, e isso me traz ao ponto principal que me trouxe a falar sobre o Snapchat: Essa semana, assistindo ao programa Tá No Ar, um trecho de uma esquete me chamou a atenção:

“Ela é vlogueira de esmalte agora. Faz um baita sucesso naquele tal de Snapchat.”

(clique no link para ver a esquete).
snapchat
Isso me fez questionar a razão de mencionarem o Snapchat ao invés de Youtube ou Instagram. Por que dizer que uma vlogger é famosa numa rede efêmera ao invés de uma concreta? Bem, pra isso temos que trazer à tona o que esses influenciadores têm feito no aplicativo.

E aí vem o que não faz sentido nessa história toda: existem influenciadores divulgando conteúdo no Snapchat. Pra quem não entendeu: Tem gente usando o aplicativo para compartilhar com o público o conteúdo de suas páginas. Como resenhas, tutoriais e esquetes (o snapchat da plataforma de rádios IHeartRadio é um exemplo, eles criam esquetes com frequência).

Na minha opinião isso não ajuda EM NADA os influenciadores. Na verdade só enfraquece os mesmos. Como snapchat não foi feito para divulgação de conteúdo, ele não salva seu trabalho pra sempre na rede, não conta quanta gente está vendo e tampouco reverte o trabalho em renda.
snapchat
Aí você me diz que o Snapchat é da pessoa e ela faz o que ela quiser. Concordo. Mas vou delinear o fato de que muitos influenciadores estão negligenciando quase que completamente o seu trabalho na internet para postar no Snapchat. Quer dizer, entendam como um exemplo: se torna mais importante você stalkear 24h por dia alguém no Snapchat e largar o canal do Youtube, porquê no Snap todos os dias tem tutorial e mal tem vídeos novos no Youtube.

Bem, pauta trazida à tona, quero saber a opinião de vocês leitores: Já viram algum influenciador deixar suas mídias de lado e priorizar o Snapchat (não precisa citar nomes)? Qual sua opinião sobre esse modo não muito usual de usar o aplicativo? Você concorda ou discorda?

Ah, e se você quiser ver muitas fotos de gatinhos, me siga no snapchat: @naniemonteiro.

Fernanda Monteiro

Postado por Fernanda. Leva o design na mente, a fotografia na alma e a caligrafia no coração. Devora um livro na mesma velocidade que devoraria um pudim. Se preocupa com a moda e suas tendências, mas acima de tudo com o conforto que pode vir com elas. É uma amante inveterada de séries e música e uma visitante assídua de shows: o que aparecer ela topa!

37 thoughts on “Snapchat : Tem influenciadores usando errado?

  1. Gostei do post! Tenho visto demais pessoas deixando outras redes um pouco de lado… rsrsrs E não esqueçamos que somente AQUI no Brasil que ele é usado para mostrar esse dia-a-dia, pois a rede foi criada em especial para conteúdo erótico/pornográfico. he he he Mas aqui no nosso país tudo vira moda e cai na graça do público em geral. Eu confesso que não tenho tanta paciência assim, nem de gravar, nem de assistir… rsrsrs Uma vez ou outra que estou por lá! 😉

    1. Exatamente isso que você falou. Tudo no Brasil se torna uma modinha exacerbada, né? Mas é como eu comentei, eu nem ligo pra esse pessoal que posta a vida no snap, só não sigo pq acaba com a minha internet, hahahah. E eu sigo seu snap, o tanto que você posta é bem divertido, adoro 😀

    1. Pois é, eu também não consigo ficar aquele tempão de todos os vídeos do pessoal acompanhando aquele tanto de informação – em grande parte inútil pra mim. Mas isso nem me incomoda se eu simplesmente não assistir, rs. Mas isso das pessoas deixarem suas mídias de lado pra postar o conteúdo no Snapchat é bem complicado de se lidar…

  2. Como qualquer rede social o Snapchat se usado de forma exagerada acaba prejudicando seja um influencer ou não.
    Eu sinceramente não vejo nenhum problema em fazer tutorial, resenha e seja lá o que der na veneta da pessoa.
    Vejo o Snapchat como uma oportunidade de criar um nicho e diversificar a forma de abordagem de novos seguidores.
    Além disso, usando o gancho da sua descrição sobre o snapchat, o Facebook não foi criado com a intenção de ser um veículo de divulgação, muito menos comercial, e sim uma ferramenta para encontrar e seus amigos de escola. Mais um exemplo clássico é o Tumblr que a princípio foi criado para compartilhar fotos. Hoje, também, é uma plataforma de blogs. Instagram, está seguindo o mesmo caminho comercial do Facebook..
    Em relação a retorno, se a ferramenta não fosse atraente empresas como Testamade, Cosmopolitan, CNN, National Geographic e outros, não produziriam vídeos para a plataforma.
    Com estes exemplos, podemos deduzir que existe sim uma forma de mensurar as visualizações e o quanto de receita isso pode gerar.
    Fato é que o Snapchat, efêmero ou não, é a rede social do momento e que ao meu ver aproxima o seguidor/leitor do seu influenciador favorito e, para quem usa em forma de diário, mostra o lado menos glamourizado do indivíduo.
    E a nós leitores/seguidores nos resta assistir ou não.

    Beijinhos,
    Aline Magalhães
    Alineland

    1. Entendo tudo o que você disse. Entendo também que diversas redes sociais têm tido sua estrutura alterada para uso comercial. Eu, por exemplo, transformei meu blog do Tumblr em meu portfólio de designer por achar a estrutura mais fácil até pra eu postar meus trabalhos.
      Eu nem cheguei a mencionar o Discover do Snapchat no post porque ele pra mim é algo em separado do Histórias, afinal são multinacionais divulgando seus artigos. Meu ponto aqui era apenas o fato de pessoas deixarem de lado suas páginas para publicar seu conteúdo lá no snap. E ainda mais pelo fato de que tudo se perde, né? Imagina, todo um esforço pra fazer um tutorial e depois de 24h ele desaparece.
      E realmente ele aproxima muito os criadores de conteúdo dos seus consumidores. Mas eu em particular prefiro ter um tutorial na minha lista de favoritos do youtube pra quando precisar ao invés de vê-lo uma vez e não poder mais acessar porque sumiu da rede.
      Como eu disse, não concordo com quem usa ele de diário, mas também não julgo ninguém, cada um faz o quer com o snap e com qualquer rede. A única coisa que faço é não assisitr, rs.
      Muito obrigada por ter lido esse tantão de texto e trazido uma opinião tão legal 🙂

    1. Sim Gio, nisso eu concordo com você, cada um usa como quer. Como eu disse, meu problema não é esse. É com as pessoas que deixam seus blogs e canais de lado pra postar o conteúdo que deveria ir pro blog ou pro canal no snapchat, e isso – ao menos pra mim – não ajuda a pessoa em nada.
      Beijos.

  3. Bom eu sou usuária do snapchat e concordo em partes com tudo que foi dito aqui , eu sou bogueira , tenho canal no youtube e não sou muito de ta divulgando quando faço uma nova postagem , as vezes faço quando tem vídeo novo e acho que quem leva a sério seu trabalho na internet não deixará de lado suas demais redes sociais para ficar compartilhando conteúdo só pelo snapchat até por que não dá retorno nenhum retorno financeiro , eu uso o meu snapchat e compartilho mais conteúdo pessoal e gosto muito e assiste quem quer.

    Beijos!

  4. Oie, eu adoro o snap, faço muitos vídeos e acompanho muitas pessoas que gosto.
    Acredito que o snap é a rede social que mostra realmente como a vida é, o snap da o direito de aparecer sem maquiagem, acordando toda descabelada e entre outras coisa que ninguém tem coragem de colocar no youtube pois o yoputube é tudo muito vida glamourosa.

    Te um app que da para baixar os vídeos do snap e deixar salvo no celular.

    beijos
    http://www.beabadabeleza.com.br

  5. oi
    eu particularmente não gosto desse app.ainda mais agora q tenho windows phone, e não tem ele p meu celeular. acho meio sem propósito algo ficar no ar apenas por 24 hs e depois não existir mais. pra mim, a graça está em ter o vídeo pra sempre, serve como fonte de pesquisa mesmo. eu até fiz um pra mim qdo tinha andród. mais como ele travava mto, desisti. e aquilo, gosto não se discute. ah quem goste dele e vai sempre usar a seu favor.

  6. Achei essa visão interessante, gosto muito do aplicativo, mas não consigo acessar sempre pois o dia a dia esta precisando mais de mim no off line.
    Acho que os tutoriais feitos lá são mais despojados e sem a qualidade do youtube, acredito que não dê para fazer a mesma coisa nesta rede social.
    Beijos
    Carolina Leal
    lealcarolina.com.br

  7. Acredito que se você vive de conteúdo para o mundo digital é preciso se adaptar as novas redes e tendências, cada um tem um modo específico de atingir o seu público. Quem abriu mão de outro canal para se dedicar somente ao Snapchat fez uma escolha que talvez eu não faria, porém não posso julgar pois para essa pessoa esse pode ter sido o melhor caminho. Beijos

    Renat Arruda
    http://feminilidades.com.br

  8. Não sou usuaria assídua do Snap mas acho q seria uma plataforma legal para aproximar os leitores da blogueira, mas como vc disse o exagero tem sido tão grande que as pessoas não têm tempo de produzir conteúdo de qualidade!
    É preciso reflectir sempre!
    Beijinhos:*

  9. Concordo, gostei do post. Muitas pessoas estão fazendo tudo no snap e esquecendo o resto. Vou pouco por lá, as vezes até esqueço que tenho. kkk
    Logo que começou instalei não acertei mexer, acabei excluindo. Depois voltaram a falar dele eu instalei de novo e sei quase nada.
    Bjão

  10. Nanda, no inicio eu curtia mas o snapchat. Mas de um tempo pra cá meio que despluguei…
    Tem pessoas que postam muuuito e não dou conta de acompanhar. Minha vida é uma loucura kkkkkk
    Sobre resenhas e tutoriais, confesso que ainda não vi. Mas, com certeza não serviria para mim, porque vou e venho várias vezes até acertar rsrsrs
    besitos

    http://www.blogmeamarro.com

    1. tem gente que eu também não dou conta, aí paro de seguir pq gasta meus 3g todo só baixando as atualizações deles x.x
      e imagino isso do vídeo. se fazer post já é algo q tem q ser revisado mais de uma vez, imagina o conteúdo dos vídeos? hahah
      beijos :*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Voltar ao topo